Evento online: I InterPET Junino

 

O InterPET Junino foi idealizado na tentativa de suprir a necessidade de eventos petianos na quarentena, assim como substituir o ArrastaPET, tradicionalmente realizado nesta época do ano, e com o intuito de discutir as seguintes pautas: atividades petianas à distância,  processo seletivo à distância e cenário político na Universidade. Participaram do evento os tutores e petianos dos grupos do Campus Curitiba da Universidade Tecnológica Federal do Paraná: o PET Políticas Públicas, o PET Engenharia de Computação (PETECO), o PET Engenharia Eletrônica e o PET Computando Culturas em Equidade (PET CoCE).

 

A reunião se iniciou com uma breve apresentação dos tutores, o Prof. Dr. Antonio Gonçalves de Oliveira, do PET Políticas Públicas, o Prof. Dr. Bertoldo Schneider Jr., do PET Engenharia Eletrônica, o Prof. Dr. Cesar Augusto Tacla, do PET Engenharia de Computação, e a Prof. Dra. Marília Abrahão Amaral, do PET Computando Culturas em Equidade, que comentaram a necessidade de eventos interPET para manter a ligação e mobilização dos grupos neste período de distanciamento social.

A primeira pauta do dia foi o cenário político na Universidade, introduzida pelo Prof. Antonio, que discutiu as eleições para reitor em progresso na UTFPR, situação análoga a 19 outras universidades no país. O tutor ressaltou a importância do voto para a democracia e a autonomia universitária – em especial numa instituição deste porte, com orçamento anual de cerca de 1 bilhão de reais e mais de 35 mil eleitores, superior a grande parte dos municípios brasileiros -, além de incentivar petianos a analisar as propostas de cada candidato e participar do pleito eleitoral, e de tentar mobilizar a comunidade a fazer o mesmo. Comentou também a fragilidade do método que será utilizado para a votação, o voto eletrônico online, que se tornará acessível por mensagem enviada no dias anteriores à eleição.

A Prof. Marília incentivou petianos a acompanhar as propostas, participar de debates e questionar os candidatos, e o Prof. Cesar ressaltou que a formação cidadã é um dos objetivos de todos os grupos PET, e que a política existe em todas as esferas, por isso o engajamento no processo eleitoral faz parte do aprendizado e da formação do petiano.

Na seção de perguntas, petianos perguntaram aos tutores como incentivar a participação dos alunos nas eleições, e o Prof. Antonio sugeriu o uso de redes sociais para engajar a comunidade, além de citar o projeto Foca no Voto, do PET/PP, como modelo de estímulo para atuação no processo de eleição. 

O segundo tópico de discussão foi a realização das atividades petianas à distância, introduzido pelo Prof. Cesar, que comentou o impacto da perda das reuniões presenciais, o que implicou na necessidade de fortalecer as atividades que se adaptam ao modo remoto, as quais infelizmente não incluem a maioria das ações da extensão, causando grande perda no contato dos grupos com a comunidade. O que tem sido possível para os grupos é a organização de debates, oficinas, cursos e outros eventos online, assim como a manutenção de reuniões semanais entre tutor e petianos.

A Prof. Marília discursou sobre a necessidade de criar um novo padrão de normalidade pós-pandemia, com novas formas de ensino, extensão e pesquisa, e novos modelos de atividades petianas. Para o professora, é importante que os grupos se mostrem atuantes na quarentena, aumentando a frequência de reuniões online se possível, e sempre buscando novas formas de realizar as atividades planejadas, além de criar novos projetos que se adequem à nova realidade.

A terceira e última pauta da reunião foi o processo seletivo à distância, a única opção de seleção de futuros petianos imposta pelo distanciamento social, apesar de seu caráter exclusivo. O PET/PP reforçou seu compromisso de não realizar o processo seletivo remoto, pois a exclusão de alunos em situação de vulnerabilidade contraria a missão do grupo.

A reunião se encerrou com agradecimentos por parte de tutores e da comissão organizadora, e com o reforço da necessidade de eventos PET neste momento de crise para aproximar os grupos e colaborar na resolução das dificuldades enfrentadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *